Você pode ter o perfil da sua liderança traçado por uma contabilidade na Penha – Parte III

No último texto da série, confira os últimos perfis de liderança traçados pela contabilidade na Penha para agregar à sua empresa

E depois de descrevermos alguns perfis de liderança espalhados entre as empresas a fora, chegamos ao terceiro e ultimo texto da série onde destacamos a importância da contabilidade na Penha nessa ação que parece fugir do setor técnico e caminhar para o pessoal, mas que, na verdade, não deixa de ser técnica, o levantamento do perfil de liderança, que é fundamental no traçado da forma de atuação da empresa e nos seus resultados.

A intenção do texto é gerar uma reflexão por parte dos líderes, para que de forma isenta, eles venham a se auto-avaliar e avaliar também todo o mercado, funcionários e a empresa que ele tem sob o comando.

Para quem acha que a importância da contabilidade está apenas nas perspectivas estratégicas e nos levantamentos financeiros, está enganado. A contabilidade têm várias funções que vão ao encontro da gestão de pessoas e no que essa gestão vai interferir no resultado final, os rendimentos da empresa.

Então, ao ler o texto, o líder terá duas opções: refutar as perspectivas, mesmo sabendo que contra fatos não há argumentos, ou tomar posturas diferentes para agregar a sua empresa.

Centro do mundo

Você já escutou a expressão: parece que o mundo gira ao seu redor? Então, é o típico caso do líder centralizador. Muitas vezes pecando pela falta de experiência no gerenciamento de liderança, ele peca pelo excesso, por querer demonstrar que, de fato, consegue exercer bem a sua função.

Por outro lado, na medida em que ele assume a responsabilidade para si, tende a retirar valor do senso de equipe e ter consequências em sua saúde física e mental.

Geralmente, o líder que centraliza o mundo para si é um bom profissional, assumiu a liderança pelos seus atributos técnicos, mas peca na gestão de pessoas e relacionamentos, por isso, a tendência desses erros no início são mais por despreparo do que por má fé. Exatamente por isso que cabe a contabilidade na Penha dar esse toque através de demonstrações e coletas de dados, para que corrigido de início o erro não se perpetue.

Liberal

O líder liberal precisa estar muito convicto das suas posturas, justamente porque ser liberal é uma estratégia arriscada, mas muito positiva se bem trabalhada.

Para ser colocada em prática, cabe ao líder conhecer muito bem a sua equipe de trabalho, tendo a plena certeza de que eles vão ter o melhor desempenho possível, estar livre para desenvolver ideias e respeitarão limites e prazos.

No fim, o papel da contabilidade na Penha está em fazer o levantamento de desempenho da liderança liberal e saber exatamente até onde ela pode ir.

Inspirador

É o líder ideal, pois tem estofo o suficiente para inspirar os seus liderados, seja por sua experiência, carisma ou pela forma que ele trabalha. O líder inspirador é o cara que traz a sua equipe para si e sabe trabalhar com cada peça no tabuleiro. Ele está sempre de olho no futuro, sendo um visionário nato. Sabe lapidar talentos e descobri-los dentro do processo gradativo.

Pelo fato de ser o líder inspirador, a sua forma de trabalho é a referência para todas as lideranças.

Bem, com a principal referência de liderança, encerramos a série de artigos que norteia os gestores de empresa a se auto-avaliarem e observarem o seu meio de trabalho através de comandos de parceria com a contabilidade na Penha.

Facebook Twitter Google+ linkedin email More